Notícias

ENTENDA A RELAÇÃO ENTRE DIABETES E PROBLEMAS DE VISÃO.

ENTENDA A RELAÇÃO ENTRE DIABETES E PROBLEMAS DE VISÃO.

13/11/20 - Notícias

A Federação Internacional do Diabetes indica que pelo menos 463 milhões de pessoas, entre 20 e 79 anos, convivem com a doença (2019). O Brasil foi um dos países que mais se destacou negativamente em comparação com a última estimativa, tendo um aumento de 31% em apenas 2 anos. Cerca de 11,4% dos adultos brasileiros sofrem com diabetes.

Esses números são muito preocupantes, pois o nível elevado de açúcar no sangue pode desencadear lesões e doenças crônicas que afetam várias partes do organismo, incluindo problemas de visão que provocam cegueira. As principais consequências do diabetes não controlado são: lesões nos rins, doenças oculares, problemas cardíacos, perda de sensibilidade e má vascularização dos membros.

Pessoas diabéticas têm 40% mais chances de desenvolver glaucoma e 60% mais chances de desenvolver catarata. Além disso, o diabetes pode provocar uma doença ocular chamada retinopatia diabética, que é uma das principais causas de cegueira bilateral (nos dois olhos) irreversível.




Doenças oculares causadas por diabetes.

Nas pessoas com a diabetes não controlada, o excesso de açúcar no sangue pode prejudicar a vascularização dos olhos ou provocar deformidades anatômicas que comprometem a visão, causando erros de refração (miopia, hipermetropia e astigmatismo) e outras doenças oculares, como glaucoma, catarata e retinopatia diabética.

Algumas dessas doenças também podem ser provocadas por outros fatores de risco, mas quando ocorrem por complicação do diabetes, são caracterizadas como doenças oculares diabéticas. 

- Erros de refração: o diabetes eleva a pressão sanguínea do olho e dificulta a drenagem de líquidos, causando deformidades na estrutura óptica. Assim, a luz que entra pelo olho é desviada (erro de refração) e não percorre a direção correta para formar uma imagem nítida na retina. Nesses casos, o principal sintoma de alteração ocular provocada pela diabetes é a mudança repentina no grau do paciente.


- Glaucoma: a elevação da pressão intraocular pode danificar o nervo óptico e causar glaucoma, uma doença que inicialmente compromete a visão periférica e pode evoluir para cegueira irreversível.

- Catarata: o excesso de glicose no sangue interfere na composição do humor aquoso, líquido que fornece nutrientes para o cristalino (lente natural do olho). O cristalino possui uma enzima que transforma a glicose em uma substância chamada sorbitol; quando um volume muito grande de sorbitol se acumula no cristalino, ele pode causar a opacificação característica da catarata. Nas pessoas diabéticas, a catarata tende a se desenvolver precocemente.

- Retinopatia diabética: os vasos sanguíneos que se localizam na retina (parte do olho responsável pela formação da imagem) acumulam líquido e ficam inchados. Quando isso ocorre, pode haver vazamento de líquido na retina ou formação de novos vasos sanguíneos mais frágeis, que se rompem causando sangramento no fundo do olho. A Retinopatia Diabética é a principal causa de cegueira em pessoas com idade produtiva (20 a 74 anos) e pode ocorrer em um ou ambos os olhos.



Como prevenir doenças oculares relacionadas ao diabetes.

A pessoa com diabetes pode ter uma boa qualidade de vida se fizer o controle da glicose corretamente e adotar hábitos saudáveis em sua rotina, como alimentação nutritiva, exercícios físicos e controle do peso corporal. No caso das doenças oculares, o paciente com diabetes deve ter um pouco mais de atenção, pois a evolução inicial dos problemas de visão é bastante silenciosa.

A pessoa diabética pode demorar para apresentar sintomas evidentes de problema ocular, por isso é recomendado que visite o oftalmologista anualmente e realize o exame de fundo do olho para possibilitar o diagnóstico e tratamento precoce dos problemas de visão.




Perda de visão por diabetes é tratável?
Dependendo do estágio e do tipo da doença, a perda de visão na pessoa diabética pode ser revertida. Em alguns casos, apenas controlando os níveis glicêmicos já é possível reduzir os sintomas e evitar a progressão da doença ocular. Em estágios mais avançados, pode ser preciso realizar tratamento com medicamentos ou procedimentos oftalmológicos.

Os casos mais complexos de glaucoma e retinopatia diabética podem evoluir para cegueira irreversível, por isso o acompanhamento oftalmológico para evitar o agravamento dessas doenças é tão importante.

Se você possui diabetes ou pré-diabetes, realize consultas oftalmológicas anualmente para avaliar a saúde dos seus olhos e possibilitar tratamento precoce de problemas de visão. Percebendo qualquer sintoma, como visão turva, manchas ou dores nos olhos, procure rapidamente seu médico.




Saiba mais sobre nossos tratamentos e agende uma consulta para cuidar da sua saúde ocular.