Olá! Fale conosco no Whatsapp.

Blog

Catarata ocular: causas, sintomas e tratamentos.

Catarata ocular: causas, sintomas e tratamentos.

13/01/21 - Notícias

Catarata ocular: causas, sintomas e tratamentos.

A catarata consiste na perda da transparência do cristalino (lente natural do olho). Quando o cristalino fica opaco, os raios de luz têm dificuldade de atravessar o olho para formar a imagem na retina. Assim, a visão fica turva, como se houvesse uma névoa diante dos olhos.

De acordo com o IBGE, a catarata atinge quase 30% das pessoas com mais de 60 anos no Brasil. Além disso, a doença é uma das principais causas de cegueira no mundo. Entretanto, é possível recuperar a visão total do paciente com a cirurgia.

Nesta leitura, você vai descobrir causas, sintomas e como tratar a catarata.

 


Causas e fatores de risco

A catarata pode ser congênita (tipo raro) ou adquirida. Na catarata congênita, o bebê nasce com a doença devido a alterações genéticas ou a problemas na gestação como, por exemplo, o contágio da mãe por toxoplasmose. A catarata adquirida surge no decorrer da vida, em especial após os 60 anos (catarata senil).

As principais causas da catarata adquirida são:

- Envelhecimento do cristalino - com o passar do tempo, a lente natural do olho fica mais densa e menos transparente.
- Diabetes - o excesso de glicose no sangue aumenta a produção de proteínas que se acumulam no olho e tornam o cristalino opaco.
- Traumas - acidentes com impacto nos olhos podem afetar o cristalino e causar a catarata precoce.

O ideal é realizar consultas regulares com um oftalmologista para detectar a doença em estágio inicial e tratá-la com rapidez. Além disso, reduzir os fatores de risco é uma atitude essencial para prevenção. Os principais fatores de risco para a catarata adquirida são:

- Idade avançada, superior a 60 anos.
- Diabetes fora de controle.
- Exposição ao sol em excesso sem uso de óculos solares adequados.
- Uso de colírios e remédios sem prescrição, sobretudo os que são à base de corticoides.
- Tabagismo.

Outras doenças oculares como, por exemplo, glaucoma ou doenças da retina.



Sintomas de catarata nos olhos

A catarata é uma doença ocular de evolução lenta que pode ocorrer só em um dos olhos ou em ambos. Os sintomas começam discretos, mas podem evoluir para cegueira parcial ou total.

Na fase inicial da catarata, o paciente apresenta visão turva e dificuldade de perceber o contraste entre as cores. É como se houvesse uma película fina e branca bloqueando em parte a visão. Além disso, pode ocorrer mudança brusca no grau do paciente, visão de pontos brancos, sensibilidade à luz e visão dupla.



Diagnóstico e tratamento da catarata

Para fazer o diagnóstico da catarata, o médico irá avaliar os sintomas citados pelo paciente e realizar alguns exames para confirmar a suspeita. Alguns desses exames são:

- Potencial de Acuidade a Laser - PAM.
- Lâmpada de fenda.
- Exame de retina.
- Ecobiometria.

Se o resultado for positivo, a única forma de tratar a catarata é com a cirurgia ocular. Entretanto, a cirurgia pode ser adiada se a doença não estiver causando grandes prejuízos à visão do paciente. Essa postura chama-se conduta expectante. Nesse caso, a cirurgia não é feita de imediato, mas realiza-se a avaliação constante para observar a evolução da doença e tratá-la assim que for preciso.

Se o paciente optar por adiar a cirurgia de catarata, ele deverá realizar consultas de rotina a cada 6 meses. Para o restante da população, o indicado é de 1 vez por ano.



Cirurgia de catarata ou facectomia

Na cirurgia de catarata ou facectomia, o cristalino opaco é removido e substituído por uma LIO (lente intraocular). A lente artificial usada já vem com o grau do paciente, por isso a cirurgia também ajuda a corrigir erros de refração (miopia, astigmatismo e hipermetropia).

A cirurgia de catarata é feita com anestesia local e dura em torno de 20 minutos, mas esse tempo varia de acordo com a experiência e técnica utilizada pelo médico.

Se o paciente tiver catarata nos dois olhos, indica-se operar um olho de cada vez. O primeiro olho a ser operado será aquele que estiver com a visão mais afetada. Assim, quando for realizar a cirurgia no segundo olho, o primeiro já estará com a visão nítida.

A cirurgia de catarata é um procedimento tranquilo e com ótimos resultados. A melhora da visão é imediata, sendo observada logo após a cirurgia. Mesmo em casos de cegueira total, a visão pode ser restaurada, pois o cristalino opaco é totalmente removido.

A cirurgia de catarata devolve ao paciente a nitidez da visão, a percepção das cores e a capacidade de ler, dirigir e realizar tarefas simples do dia a dia. Além disso, de acordo com a lente escolhida para o implante, a cirurgia pode até melhorar a visão que o paciente tinha antes da doença, ajustando o grau de perto, de longe ou ambos.

A visão está muito ligada à qualidade de vida, ao bem-estar e à autonomia das pessoas. Por isso, a cirurgia de catarata deve ser uma opção considerada nos casos em que a doença interfere na rotina do paciente. Quem decidir adiar o tratamento deve acompanhar de perto a doença, fazendo consultas semestrais com um oftalmologista.

Quer saber mais sobre as doenças oculares e seus tratamentos? Clique aqui.